Our Offices & Partners Abroad

For detailed information please click on the offices and cultural centres below. For further information on the headquarters in Zurich please go to: www.prohelvetia.ch

Research

Conheça as vencedoras do prêmio de residência «Simetría»

Eyes of Plants. Commissioned by Gasworks, 2019. © Patricia Dominguez

Temos o prazer de anunciar os dois prêmios para a residência «Simetría» , que ocorrerá em 2021. As premiadas são Chloé Delarue, artista suíça baseada em Genebra, e Patricia Domínguez, artista chilena, baseada em Santiago. Ambos completarão uma residência conjunta de até três semanas entre dois locais — o CERN em Genebra e as instalações astronômicas do Observatório Europeu do Sul (ESO) no Chile: Observatório Paranal em Antofagasta, e ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimetre Array), no qual o ESO é parceiro juntamente com o Observatório Astronômico Nacional do Japão e o Observatório Astronômico Nacional de Radioastronomia dos EUA.

«Simetría» é um prêmio de residência artística criado para fomentar o diálogo entre arte e ciência fundamental, assim como o intercâmbio interdisciplinar entre artistas e cientistas que trabalham ou vivem na Suíça e no Chile. Um artista de cada um dos dois países é convidado para uma residência dupla, a fim de pesquisar e explorar novas expressões em conexão com a ciência fundamental. A primeira residência de intercâmbio aconteceu em 2019 com o artista suíço Alan Bogana e a artista chilena Nicole L’Huillier.

Tanto a Suíça quanto o Chile são o lar de alguns dos mais singulares instrumentos científicos do mundo dedicados a compreender as origens e a evolução do universo. Durante suas residências, os artistas explorarão os locais científicos pendentes da evolução da pandemia da COVID-19, suas extraordinárias localizações e escala – tanto laboratórios quanto observatórios – para explorar novas expressões em suas práticas artísticas, e para desenvolvê-las ainda mais como produções artísticas. Nesta residência exploratória única, os artistas colaborarão e receberão apoio dos cientistas e engenheiros, assim como do pessoal das instalações de pesquisa anfitriãs.

Bios
Chloé Delarue © MBA, Chaux-de-Fonds, 2019
Chloé Delarue © MBA, Chaux-de-Fonds, 2019

Nascido na Suíça em 1986, Chloé Delarue produz instalações (escultura, vídeo e som) sob a sigla TAFAA para Toward A Fully Automated Appearance, uma combinação de várias instalações, que o artista chama de “ambientes”. Estes ambientes são elementos da recomposição de um corpo mais ou menos abstrato. Uma vez que estes elementos se sobrepõem, eles criam uma espécie de espectro, material e fluxo imaterial de informações. Após um primeiro MAMA em 2012 da Ecole Nationale Supérieure d’Art – Villa Arson em Nice, ela continuou seus estudos na HEAD-Genève no Mestrado em Belas Artes em 2014.

© Patricia Dominguez
© Patricia Dominguez

Patricia Domínguez, nascida no Chile em 1984, se concentra em traçar relações de trabalho, afeto, obrigação e emancipação entre espécies vivas em um cosmos cada vez mais corporativo. Seus estudos incluem um Mestrado em Studio Art do Hunter College, Nova York (2013), e um Certificado em Ilustração Botânica e Ciências Naturais do Jardim Botânico de Nova York, NYBG (2011). Atualmente ela é diretora da plataforma etnobotânica Studio Vegetalista.

«Simetría» é organizado pela Arts at CERN em Genebra e pela Corporación Chilena de Video y Artes Electrónicas (CChV) no Chile. Artes at CERN é apoiado pelo Swiss Arts Council Pro Helvetia como parte do «COINCIDENCIA – Swiss & South American cultural exchange».«Simetría» no Chile é apoiada pela ALMA e ESO, o Ministério da Cultura, das Artes e do Patrimônio e a UNESCO.